EDITAL ABERTO PARA CONCURSO DA MAGISTRATURA DO TRABALHO

0
2233
4.9 (98.1%) 21 votes

Lançado o Edital para 132 vagas(iniciais) com salário de R$27 mil inicial

Foi publicado na última quinta-feira (29) o Edital do Concurso Nacional da Magistratura do Trabalho. A Fundação Carlos Chagas (FCC) que já estava definida, desde o mês de maio para ser a banca organizadora do certame será responsável pela assessoria técnica. A ENAMAT será a responsável pela organização do certame.

Este é o 1º Concurso Nacional Unificado destinado ao preenchimento de vagas para Juiz do Trabalho Substituto. Os concursos para ingresso nessa carreira eram realizados pelo respectivo Tribunal Regional do Trabalho até a publicação da Resolução Administrativa nº 1849/2016 do TST, alterada pela de nº 1861/2016, a qual definiu a realização de certame nacional para essa finalidade. Os candidatos aprovados serão nomeados pelo Presidente do Tribunal Regional do Trabalho respectivo. (ESSE É TOP)! 

VAGAS para o concurso da Magistratura do Trabalho

O concurso é destinado ao preenchimento de 132 vagas imediatas para o cargo de Juiz do Trabalho Substituto, além das que surgirem durante a validade do certame, que é de 2 anos, podendo ser prorrogado por mais 2 anos. Para as pessoas com deficiência, são destinadas 7 vagas e, para as pessoas negras, são destinadas 26 vagas. (e isso pra provimento imediato, nesses até 4 anos de validade, muuuita coisa pode rolar)!

SUBSÍDIO para o concurso da Magistratura do Trabalho

O valor do subsídio do cargo de Juiz do Trabalho Substituto na Justiça do Trabalho é de R$ 27.500,17.

INSCRIÇÕES para o concurso da Magistratura do Trabalho

As inscrições preliminares para o concurso poderão ser realizadas desde as 10h da próxima segunda-feira (4 de julho) até às 14h do dia 2 de agosto de 2017, através do site da Fundação Carlos Chagas (FCC). A taxa para efetivação da inscrição, no valor de R$ 275,00 (duzentos e setenta e cinco reais), deve ser paga até a data limite para encerramento das inscrições (agenda isso!!! não vá perder essa chance por esquecer de pagar boleto, héin?).

Os candidatos interessados devem possuir, no momento da inscrição definitiva, pelo menos três anos de atividade jurídica exercida após a obtenção do grau de bacharel em Direito.

ETAPAS E PROVAS do concurso da Magistratura do Trabalho

De acordo com o Edital, o concurso será realizado em 5 etapas:

1ª) prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório;

2ª) provas escritas (prova discursiva e prova prática – sentença trabalhista), de  caráter eliminatório e classificatório;

PDF ESTRATÉGICO: 10 Técnicas 

Você pode turbinar suas chances de aprovação com as 10 técnicas de aprendizagem mais efetivas para a aprovação em concurso! Baixe gratuitamente! É meu presente pra você aqui no Blog!

3ª) inscrição definitiva, exame de sanidade física e mental e sindicância da vida pregressa e investigação social, de caráter eliminatório;

4ª) prova oral, de caráter eliminatório e classificatório;

5ª) avaliação de títulos, de caráter meramente classificatório.

A Prova Objetiva Seletiva, que ocorrerá em apenas um dia para todos os candidatos, será realizada em todas as cidades-sede dos Tribunais Regionais do Trabalho na data provável de 8 de outubro de 2017, com início às 13 horas (horário de Brasília) e duração de 5 (cinco) horas.

A prova será composta de 100 (cem) questões de múltipla escolha, cada uma com 5 (cinco) alternativas, das quais apenas uma será correta. As questões serão divididas em 3 blocos, conforme abaixo:

  1. Bloco I – 30 questões para as seguintes matérias: Direito Individual do Trabalho, Direito Coletivo do Trabalho, Direito Administrativo, Direito Penal;

  2. Bloco II – 40 questões para as seguintes matérias: Direito Processual do Trabalho, Direito Constitucional, Direito Constitucional do Trabalho, Direito Civil e Direito da Criança e do Adolescente e do Jovem;

  3. Bloco III – 30 questões para as seguintes matérias: Direito Processual Civil, Direito Internacional e Comunitário, Direito Previdenciário, Direito Empresarial, Direitos Humanos e Direitos Humanos Sociais.

Os 1.000 candidatos que obtiverem as melhores notas serão classificados para a segunda fase, caso o certame tenha mais de 7.500 inscritos - o que é bastante provável, já que este será um concurso de abrangência nacional.

A publicação do resultado da prova de sentença e convocação para a terceira etapa será divulgado na data provável de 29 de maio de 2018.

PREPARAÇÃO para o concurso da Magistratura do Trabalho

O lançamento deste certame confirma muito do que dizemos aqui no Estratégias de aprovação! Alguns alunos nos mandaram mensagens empolgadas pois estavam há meses estudando pelo edital guia e estão com quase 90% do edital já estudado. Um certame de ponta assim não se começa a estudar depois do lançamento do edital e com os fundamentos que ensinamos, acaba que a maior parte do seu diferencial você conquista antes do edital, faz sentido?

Como concurso para Magistratura do Trabalho tem sido bastante esperado, já que é o primeiro concurso nacional para o cargo, muita gente já está estudando há bastante tempo. Utilizar o que todo mundo utiliza, como videoaulas, cursinhos, não será um diferencial na preparação do candidato.

Para conseguir se destacar da “manada”, o candidato precisará dominar estratégias eficientes de estudo, tais como:

  1. Otimizar a leitura com compreensão e aprendizado; 
  2. Fazer anotações dinâmicas, úteis e objetivas;
  3. Ter planilhas de conteúdo e revisão;
  4. Possuir um bom sistema de revisão de disciplinas;
  5. Conhecer técnicas de memorização.

Com essas ferramentas em mãos, a chance de aprovação se multiplicará e o candidato se diferenciará dos demais.

O mais importante, considerando a relevância desse concurso, é dominar estratégias eficientes de aprendizagem. Se você tiver interesse em conhecer mais sobre aprendizagem acelerada, preparamos um livro digital com a compilação das 10 Técnicas de Aprendizagem mais Efetivas para Aprovação em Concurso. Esse e-book está disponibilizado gratuitamente em www.estrategiasdeaprovacao.com.br e, com certeza, o conteúdo fará a diferença na sua preparação para o concurso da Magistratura do Trabalho Nacional.